Pular para o conteúdo

FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL

    Tornozelo Torcido: O que é, Como Tratar e Tempo de Recuperação

    Tornozelo Torcido: O que é, Como Tratar e Tempo de Recuperação
    tornozelo torcido

     

    Um tornozelo torcido incomoda muita gente, mas a desinformação incomoda muito mais! Saiba, agora, tudo sobre o problema!

     

    Introdução

    Se você, alguma vez na vida, torceu seu tornozelo, sabe que a dor é intensa e inigualável: é como se, realmente, o corpo tivesse perdido o prumo por alguns momentos e, depois, só restasse a dor no lugar que deveria ser nosso pé.

    Embora o tornozelo torcido seja, quase sempre, causado por um acidente, é importante demais mantermos uma rotina de alongamentos para aumentarmos a mobilidade do tornozelo, para que as torções sejam menos graves.

    Saiba mais, agora, sobre essa lesão e como podemos tratá-la!

     

    Entorse no tornozelo: o que é?

    Uma torção de tornozelo é uma lesão bastante comum, que acontece, geralmente, quando estamos em um terreno irregular e acabamos por pisar de forma não muito natural.

    Quando isso acontece, nosso pé pode fazer com que nosso tornozelo gire de uma forma estranha à nossa anatomia.

    Essa lesão pode ser bastante dolorosa, sobretudo se algum tecido é esticado para além da conta, como um tendão, por exemplo.

    Se um músculo tem as suas fibras esticadas de forma não muito anatômica, a dor pode também ser muito intensa, causada também pela torção.

     

    Diferença entre entorse, torção e luxação

    A torção e o entorse são os nomes dados para a lesão comum em que um membro do corpo acaba por fazer um movimento que não é comum à sua anatomia, tal como o giro do tornozelo que tratamos acima.

    A luxação, diferente da torção e do entorse, é uma lesão um tanto mais grave, que pode exigir mais tempo para a recuperação.

    Enquanto a primeira e a segunda ocorrem em músculos e tensões, a luxação ocorre em articulações.

     

    Quanto tempo para tornozelo torcido recuperar

    torsão de tornozelo

    Existem três graus de torção de tornozelo e cada uma tem um tempo específico de recuperação.

    O primeiro grau dispensa analgesia e tratamento médico de longo prazo. O tornozelo torce e imediatamente conseguimos voltar às nossas atividades.

    Um entorse de segundo grau geralmente acompanha microlesões de tendão e de articulação e podem exigir cuidados médicos, como fisioterapia e reabilitação.

    Por fim, a entorse de grau três envolve a ruptura total de tendões e exige, necessariamente, cuidados médicos que podem ser, inclusive, cirúrgicos.

     

    Como tratar tornozelo torcido

    Uma lesão de torção no tornozelo pode ter um tratamento bastante simplificado, quando de grau um.

    Confira, agora, algumas coisas a se fazer para melhorar rapidamente.

     

    Método 1 - Faça repouso

    O repouso é essencial quando passamos por uma torção ou uma entorse do tornozelo, quando de grau um.

    Quanto mais repouso for feito, mais rápida será a recuperação dos tecidos lesionados, ainda que de forma bastante suave.

    O repouso também é crucial até que você possa retornar às suas atividades, inclusive as esportivas.

     

    Método 2 - Aplique uma compressa de gelo

    A aplicação de uma compressa de gelo pode ser bastante eficaz para tratar lesões de grau um.

    O gelo reduz rapidamente a inflamação dos tecidos, permitindo que eles se recuperem de forma completa.

    É importante que você mantenha as compressas a cada três horas, sempre utilizando um pano grosso para evitar que sua pele seja lesionada, queimando-a.

     

    Método 3 - Eleve seus pés

    como tratar tornozelo torcido

    A elevação dos pés faz com que o edema causado pela lesão seja dissipado de forma mais rápida.

    Com isso, se torna mais tolerável a sensação de dor.

    A aplicação do gelo, bem como a redução do inchaço acaba por diminuir a lesão e a sensação de dor, enquanto o repouso permite que os tecidos se recuperem.

    Associando as três ações, a lesão pode ser reduzida de forma muito mais rápida, bem como a dor.

     

    E se tiver outra fratura?

    Quanto maior for o número de lesões em um mesmo membro, mais fragilizado ele fica.

    Infelizmente, isso pode fazer com que lesões antes simples, de grau um, rapidamente se tornem de grau dois e, até mesmo, de grau três.

    Portanto, se você notar que seu tornozelo está torcendo com frequência, comece um protocolo de reabilitação muscular e articular, mobilizando a articulação, ganhando mais consciência corporal e, assim, diminuindo a frequência das lesões.

    Em alguns casos, o problema pode ser outro, como o pé chato.

     

    O que não fazer em caso de torção

    Em caso de torção do tornozelo - e a dica vale também para qualquer outro membro - é importante que você se atenha a alguns cuidados, tais como:

     

    • Não imobilize completamente o membro lesionado, mas mantenha enfaixado ou com uma tornozeleira;
    • Suspenda movimentos intensos, como atividades esportivas;
    • Não aplique água quente no membro lesionado.

     

    Atenção ao seu calçado

    O seu calçado deve oferecer uma estrutura robusta, que impeça que seu tornozelo vire a qualquer movimento mais intenso, seja ele de caminhar, correr ou pular.

    É igualmente importante que ele ofereça também um sistema antiderrapante, elaborado com materiais aderentes e que impeçam que seu pé derrape, ainda que em pisos lisos ou úmidos.

     



    Esses cuidados na hora de escolher um calçado podem fazer com que você tenha mais segurança ao fazer suas atividades diárias e, ainda, perca o medo de repetir lesões de torção de tornozelo.

    Você já conhece os calçados da Condi? Aproveite os nosso preços promocionais e garanta uma vida mais saudável com calçados anatômicos e ortopédicos

     

    Conclusão

    A torção de tornozelo é uma lesão bastante comum e pode ter diferentes graus de gravidade, que vão de um a três.

    Quando em grau um, a lesão é mais fácil de ser tratada e a recuperação tende a ser imediata, ainda que possa mesmo ser dolorosa.

    Já quando em grau dois, podem haver microlesões articulares, de tendão e musculares, que são mais complicadas de se tratar e podem exigir acompanhamento médico, de remédios e exercícios de reabilitação, como a fisioterapia.



     

    Por fim, em grau três, a lesão de torção de tornozelo pode exigir cirurgia para a reparação de tendões rompidos e um espaço de tempo maior para a recuperação da lesão.

    O uso de calçados adequados, ortopédicos e anatômicos, podem contribuir para a prevenção de torções de tornozelo, bem como de outras lesões mais graves, que exigem acompanhamento médico especializado e reabilitação de longo prazo.

    comment 2 comentários

    L
    LAURA calendar_today

    tem desses tenis branco? 37

    M
    Maria Aparecida de Lima calendar_today

    Estou com uma Bursite,fagote plantar e um esporão no pé esquerdo ,hoje cai e machuquei mais este pé, está sendo bem doloroso,ainda não fui ao hospital,espero melhorar.
    Acho lindona linha de calçados desta marca.
    Algumas semanas atrás fiz um pedido,estou aguardando chegar.
    Espero gostar muito,pois estou precisando de conforto p meus pês

    Deixe um comentário

    Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

    Entrega Garantida

    Oferecemos frete gratuito com entrega rastreável

    Parcele em até 12x

    Aceitamos cartão de crédito e boleto bancário

    Atendimento

    A nossa equipe está sempre preparada para te atender

    WhatsApp

    Perguntas Frequentes

    Encontre aqui a resposta que você procura

    FAQ
    Carregando Ambiente Seguro